ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E GESTAÇÃO


Com uma nutrição saudável e equilibrada você garante não só um bom desenvolvimento de seu bebê como também uma gestação melhor. Procure fracionar as refeições em até 5 a 6 vezes por dia e não confunda FOME (quando o estômago ronca) com vontade de COMER (gula ou comer por ansiedade). Beba bastante água a fim de que haja uma boa hidratação. Durante a gestação é importante ingerir alimentos ricos em Ácido Fólico, importante para um bom desenvolvimento do bebê. Os alimentos que o contem são: vegetais verde-escuros (brócolis, couve, espinafre, escarola etc.), legumes, leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico, ervilha) e cereais integrais. Saiba que o ácido fólico pode se perdido durante o cozimento prolongado e temperaturas elevadas, por isso dê preferência às folhas cruas ou cozidas em pouca água. Tanto o Ácido Fólico quanto o Ferro são essenciais para evitar o aparecimento de anemia na gestante, daí ser importante aumentar o consumo dos seguintes alimentos: carnes magras, aves, peixes, feijão, verduras (agrião, rúcula, escarola, couve, alface etc.), legumes (cenoura, beterraba etc.) e leguminosas (feijões, lentilha, soja etc.). Você pode observar pelo que leu até agora que é muito importante caprichar no consumo de verduras e legumes diariamente, daí procure compor seu prato com no mínimo 1 tipo de folha e 1 tipo de legume em cada refeição. Tempere a salada com limão, ervas e azeite. As frutas são importante fonte de vitaminas, minerais e fibras. Procurar ingerir de 3 a 5 unidades de frutas diversificadas ao dia e após o almoço e o jantar coma uma fruta ou tome um suco de frutas ricas em vitamina C (laranja, tangerina, morango, goiaba, abacaxi, caju, kiwi, acerola, limão.) que auxilia na absorção do ferro dos alimentos. Caso for comer um lanche dê preferência aos naturais com folhas, legumes, queijos branco, peito de peru, produtos light ou patês a base de ricota. Evite comer queijos amarelos (mussarela, prato, provolone...), frango com pele, carne de porco, embutidos (lingüiça, salsicha, salame, mortadela, presunto, bacon...), maionese e molhos cremosos, doces em geral (principalmente aqueles que contem creme de leite, manteiga, leite condensado, coco ralado, chantilly...), pizzas, pastéis, hambúrgueres, salgados, pão doce, biscoitos recheados, chocolates. Todos estes são alimentos com alto teor energético. Lembre-se que o aumento de peso excessivo durante a gravidez está relacionado com o aparecimento de pressão alta e diabetes gestacional. Evite ainda os refrigerantes, dando preferência aos sucos de frutas naturais. Reduza o consumo de sal (na preparação dos alimentos, em enlatados, salame, azeitona, queijo parmesão). O Sal em exagero aumenta a retenção de líquidos no organismo, provocando inchaço e pressão alta. Bebidas alcoólicas não devem ser tomadas, pois seu alto consumo pode acarretar falhas no crescimento e atraso no desenvolvimento do bebê. Já a cafeína deve ser reduzida ao máximo de 2 xícaras de café por dia, pois esta atravessa a placenta e pode afetar a freqüência cardíaca e a respiração do bebê. O segredo da boa alimentação é adequar os nutrientes, variar os alimentos e moderar nas quantidades! Cuide de sua saúde!!! Referências Ohara ECC, Saito RXS. Saúde da Família: considerações teóricas e aplicabilidade. São Paulo: Martinari, 2008. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderno5_saude_mulher.pdf




<< voltar

Faça aqui seu login

Álbum de Fotos